Rio do Peixe sobe 40 centímetros por hora e moradores começam retirar móveis de casa no Meio-Oeste

Rio do Peixe sobe 40 centímetros por hora e moradores começam retirar móveis de casa no Meio-Oeste

Em algumas casas, águas do Rio do Peixe estão prestes a invadir os andares mais baixos (Foto: Daisy Trombetta / Agência RBS)

Bombeiros estão distribuindo lonas, mas não há registro de desabrigados

Algumas famílias que moram às margens do Rio do Peixe em Joaçaba, no Meio-Oeste catarinense, começaram a retirar os móveis de casa na manhã desta quinta-feira. O nível das águas está subindo cerca de 40 centímetros por hora.Na última medição do Serviço Intermunicipal de Água e Esgoto (Simae), o rio estava 8,52 metros acima do que é considerado normal. Como a chuva ainda não deu trégua na região, a previsão é de que a água continue subindo.

Na casa do aposentado Osni Baptista, os móveis do porão já foram retirados. Cada vez que vê o rio enchendo, ele se lembra da histórica enchente de 1983, quando a água chegou ao teto da residência.

- Como a previsão indica chuva forte até sábado, já estamos prevenindo e retirando tudo o que pode molhar. Toda a família está ajudando para prevenirmos perdas maiores – diz.
O Corpo de Bombeiros está fornecendo lonas para as famílias que precisam cobrir barrancos para evitar desmoronamentos ou proteger os móveis das chuvas, quando há necessidade de retira-los de casa. Não há registro de desalojados ou desabrigados.

Jaborá deve decretar emergência

Em Jaborá, onde as chuvas também já invadiram alguns locais e há pontes submersas, as aulas foram suspensas nesta quinta e sexta-feira. O município deve decretar situação de emergência por volta das 12h, quando terá um relatório listando os principais estragos.

DIÁRIO CATARINENSE

Outras Notícias

PUBLICIDADE