Rio do Oeste registra o prejuízo de mais de R$ 18 milhões causados pelas cheias

Setores agrícolas foram os maiores prejudicados.

Rio do Oeste registra o prejuízo de mais de R$ 18 milhões causados pelas cheias

Fotos: Prefeitura de Rio do Oeste / Divulgação

A Defesa Civil de Rio do Oeste concluiu o levantamento dos danos causados pelas enchentes de outubro no município. O documento que consta mais R$ 18,7 milhões em prejuízos econômicos no município, já foi enviado ao Governo de Santa Catarina e agora a prefeitura aguarda a liberação de recursos.

Segundo o levantamento, 15 pessoas tiveram problemas de saúde, em virtude das cheias e foram encaminhadas para atendimento médico. Os abrigos oficiais receberam 200 pessoas ao longo do mês de outubro e 1.550 pessoas ficaram em casas de amigos ou familiares. “No total 4.265 pessoas foram afetadas de alguma maneira pela enchente em nosso município, o que nos resta é esperar pelos recursos do Governo do Estado para que possamos dar sequencia aos trabalhos e ficarmos atentos às condições do tempo”, destaca p prefeito Humberto Pessatti.

As enchentes atingiram cerca de 70% de Rio do Oeste e os danos ultrapassam o valor de arrecadação anual, que é de cerca de R$ 18 milhões. O transporte escolar retomou o atendimento nesta quarta-feira, dia 4 de novembro, em todas as localidades do município.

As estradas e pontes do interior estão danificadas e recebendo melhorias conforme as condições climáticas e financeiras do município.

UNIDADES HABITACIONAIS

No município 320 casas foram danificadas pela enchente, conforme indica o documento deverão ser investidos R$ 900 mil na recuperação dessas moradias.

ESCOLAS

Duas unidades de ensino do município foram atingidas, a soma das perdas chegou a R$ 50 mil.

INSTALAÇÕES PÚBLICAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS

Quatro prestadoras de serviços públicos também tiveram as instalações inundadas pelas águas, à recuperação desses locais terá o custo de R$ 100mil

INSTALAÇÕES PÚBLICAS DE USO COMUNITÁRIO

Entre as incitações públicas de uso comunitário duas foram atingidas pelas cheias, a reforma terá o custo de R$ 200mil

SERVIÇOS ESSENCIAIS

Foram contabilizados também os prejuízos com os serviços essenciais, que ficaram indisponíveis devido às enchentes. O abastecimento de água, energia, a assistência médica, acessos, saneamento básico, distribuição de combustíveis, telecomunicações, recolhimento de lixo e o fornecimento de energia elétrica somam prejuízos de R$ 1.915.000,00.

SETORES DA ECONOMIA

Os setores da agricultura foram os mais afetados pelas cheias, os danos passam de R$10 milhões, o comércio, a indústrias e os prestadores de serviços também foram atingidos:

Agricultura – R$ 8.903.750,00

Pecuária – R$ 1.781.250,00

Indústria – R$ 1.500.000,00

Comércio – R$ 1.150.00,00

Serviços – R$ 900.000,00

Assessoria Prefeitura de Rio do Oeste 

Outras Notícias

PUBLICIDADE