Raimundo Colombo amplia 6,5% a vantagem e venceria no primeiro turno, aponta pesquisa Mapa/RIC

Consulta encomendada pelo Grupo RIC em parceria com a ADI-SC (Associação de Diários do Interior) mostra panorama também para o Senado

O governador Raimundo Colombo (PSD) aumentou a vantagem e seria reeleito no primeiro turno, se as eleições fossem hoje. O cenário foi apurado pelo Instituto Mapa, em pesquisa realizada entre os dias 18 e 22 de agosto, contratada pelo Grupo RIC e pela ADI-SC (Associação de Diários do Interior de Santa Catarina). Considerando os votos válidos, descartando brancos e nulos, Colombo aparece 63,7%, seguido por Paulo Bauer (PSDB) com 18,6%, Claudio Vignatti (PT) com 10,3%, Afrânio Boppré (PSOL) com 3,1%, Janaina Deitos (PPL) com 1,7%, Gilmar Salgado (PSTU) com 1%, Marlene Soccas (PSB) com 0,9% e Elpídio Neves (PRP) com 0,6%.

A intenção espontânea para governador mostra um grande número de indecisos. Eleitores que não sabem ou não responderam somam 66,4%, cerca de dois em cada três dos pesquisados. Colombo é o nome mais citado espontaneamente, com 18,1%, seguido por Bauer, com 3,1% e Vignatti com 2,9%. Os demais foram lembrados por menos de 0,5%.

Quando os nomes dos candidatos são apresentados, Colombo dispara, com 46%. Bauer aparece com 13,5% e Vignatti com 7,5%. Declararam que votarão em branco 10% dos entrevistados, enquanto 17,7% não sabem ou não responderam. Em relação à pesquisa realizada pelo instituto entre 30 de julho e 3 de agosto, Colombo saltou 4,6%, Bauer caiu 1,9%, oscilando dentro da margem de erro, e Vignatti desceu 0,4%, também na margem.

A maioria dos entrevistados, 39,9% não rejeita nenhum dos candidatos, que oscilam entre 13% e 21% de recusa. Colombo tem o maior índice, com 20,8%, seguido de Bauer com 18,2% e Vignatti com 16,4%. Em relação à pesquisa anterior, Colombo e Vignatti diminuíram a rejeição enquanto Bauer oscilou dentro da margem de erro.

Senado

Na corrida ao Senado, os candidatos oscilaram dentro da margem de erro. Paulo Bornhausen (PSB) manteve os 25,2% que tinha na pesquisa realizada entre 30 de julho e 3 de agosto. Dário Berger (PMDB) subiu 0,6%, para 15%. Milton Mendes (PT) pulou 0,9%, para 8,7%. O número de eleitores indecisos é o maior percentual, subindo 4,4%, para 29,2%.

Em geral, o nível de interesse dos eleitores continua baixo. Há pouco mais de um mês do pleito, os índices “pouco interessado” e “nada interessado” somam 49,1%. Já os “interessados” ou “muito interessados” alcançam 23,6%, ficando atrás inclusive dos “mais ou menos interessados”, que alcançam 27,2%.

Ficha técnica

Realização: Instituto MAPA – MAPA Marketing e Participações Ltda. Contratante: RIC TV Record e Associação de Jornais Diários do Interior de Santa Catarina. Metodologia: Pesquisa quantitativa, por amostragem, realizada por meio de entrevistas pessoais, individuais, aplicadas com base em questionário estruturado. Amostra: 1.204 entrevistas. Período de coleta de dados: 18 a 22 de agosto de 2014. Margem de erro amostral máxima: 2,8 pontos percentuais. Intervalo de confiança: 95%. REGISTRO TRE nº SC-00019/2014 de 19/08/2014. REGISTRO TSE nº BR-00402/2014 de 19/08/2014.

Fonte: RicMais

Arte: Rogério Moreira Jr/ND

Outras Notícias

PUBLICIDADE