Quatro anos depois, obras em buraco na BR-470 em Pouso Redondo seguem paradas

Quatro anos depois, obras em buraco na BR-470 em Pouso Redondo seguem paradas

Deslizamento aconteceu nas chuvas de setembro de 2011 (Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS)

Projeto de reconstrução aguarda liberação em Brasília e prevê investimento de R$ 1 milhão

Quem passa com frequência pela BR-470, perto do limite entre Pouso Redondo e Trombudo Central, no Alto Vale do Itajaí, já se acostumou com o buraco que interrompe o trânsito em uma das três pistas. Parte do asfalto cedeu no km 169 em setembro de 2011 e se agravou no ano passado.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) disse que aguarda a liberação do recurso, na casa de R$ 1 milhão, para começar as obras. Por isso, não é possível dar prazo para início dos trabalhos e para a conclusão.

Segundo o órgão, o projeto está pronto e foi enviado para Brasília. Ele passa por revisão para ser incluído no Programa Crema 2, que prevê investimentos de R$ 700 milhões para a recuperação da malha rodoviária em Santa Catarina.

O buraco fica no sentido Pouso Redondo-Rio do Sul e apareceu depois das chuvas de 2011. Como fica em um morro, existiam três pistas no local e o tráfego foi desviado para as outras duas. O supervisor do Dnit em Rio do Sul, o engenheiro Ellifas Marques, admite que seria mais barato para arrumar se o tráfego pudesse ser totalmente interrompido, mas não há condições de se fazer isso.

A Polícia Rodoviária Federal de Rio do Sul afirmou que o trecho está bem sinalizado e que não há registro de acidentes graves no local. Eles pedem aos motoristas é que reduzam a velocidade no trecho.

JORNAL DE SANTA CATARINA

Outras Notícias

PUBLICIDADE