Propaganda eleitoral pode ter início adiado em três dias

Enviar no WhatsApp

PV enviou pedido de adiamento, que será analisado pelo Tribunal Superior Eleitoral

Um possível consenso entre os partidos aliado com uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode adiar o início do horário eleitoral gratuito de rádio e televisão, marcados para começarem na próxima terça-feira (19). As informações são da Folha de São Paulo e da Folhapress.

Segundo a publicação, o presidente do TSE, Dias Toffoli, disse nesta quinta-feira (14), que há essa possibilidade. “Os horários eleitorais e o calendário eleitoral é fixado por lei, e não por vontade do TSE (...) Se houver um pedido conjunto de todos os partidos, a única coisa que posso dizer é que levarei à deliberação do colegiado, nada mais. Qual vai ser a decisão eu não sei, sou apenas um [voto] entre sete", disse.

Um pedido de adiamento do horário eleitoral foi enviado ao TSE pelo candidato à presidência do PV, Eduardo Jorge. De acordo com ele, o pedido é para o adiamento de três dias, o que permitiria que a coligação do PSB, que era encabeçada por Eduardo Campos, organizasse seus programas e reestruturasse sua campanha.

"Além disso, essa medida significa respeito ao luto das famílias atingidas pela tragédia e ao pesar do povo brasileiro. Podemos ter, assim, um interregno necessário para se dar início ao debate político tão essencial à nossa democracia", afirmou Jorge em nota.

Correio do Estado

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo