Produção de leite de Santa Catarina dobra em uma década

Produção de leite de Santa Catarina dobra em uma década

Sarvacinski cuida de 45 vacas que produzem 1,2 mil a 1,3 mil litros por dia (Foto: Sirli Freitas / Agencia RBS)

Estado caminha para ocupar a quarta posição no ranking nacional

Santa Catarina deve atingir em 2014 a produção recorde de 3 bilhões de litros de leite, o que representa um crescimento de 92% em 10 anos. O setor tem crescido 8,6% ao ano no Estado, contra uma média nacional de 4,5%. O Oeste representa 73% da produção catarinense. Na última década, a região tem recebido novos investimentos, como o da laticínios Piracanjuba, em Maravilha, e a transformação da fábrica de sucos da Aurora em Pinhalzinho em uma de indústria de leite, que já industrializa 2 milhões de litros por dia.

– Temos previsão de mais investimentos, pois temos muito espaço para crescer – afirmou o assessor de lácteos da empresa Aurora, Selvino Giesel.

O engenheiro agrônomo do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola de Santa Catarina, Francisco Heiden, afirmou que em dois ou três anos o Estado deve passar Goiás e se tornar o quarto maior produtor do país. Hoje, Santa Catarina já responde por 8,4% da produção nacional de leite.

Referência Genética

Quando tinha apenas 13 anos, Luciano Sarvacinski já saía a cavalo para vender em Chapecó a produção de 30 litros diários de 12 vacas. Agora, aos 73 anos, ele tem animais que já rendem 30 litros em apenas uma ordenha.

– É fruto de muito trabalho e melhoramento genético – afirmou o criador de gado holandês.

Atualmente, Sarvacinski cuida de 45 vacas que produzem 1,2 mil a 1,3 mil litros por dia. Ele sempre procurou se atualizar em novidades de manejo, além de utilizar softwares de acasalamento e sêmen importados dos Estados Unidos para o aprimoramento do rebanho. Com isso, a Granja Luski virou referência genética em SC.  

A Notícia 

Outras Notícias

PUBLICIDADE