PRF vai multar motorista que acelera depois de passar por radar

Enviar no WhatsApp

Policiais estão preocupados com o desrespeito aos limites de velocidade nas rodovias federais do Estado

A velha tática dos maus motoristas de reduzir a marcha ao visualizar um radar que controla a velocidade dos veículos na estrada e em seguida acelerar será coibida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). A chamada Operação Hermes — referência ao deus mensageiro grego, símbolo da velocidade — reunirá dois radares em sequência em rodovias federais gaúchas para flagrar os autores dessa artimanha.

— Os motoristas estão ignorando a fiscalização. Como o valor da multa, que é barata (de R$ 86,13 e quatro pontos na CNH a R$ 957,70 e sete pontos na carteira), a gente não pode aumentar, vamos usar dois radares quase no mesmo local e ao mesmo tempo — explica o chefe da Comunicação da PRF, Alessandro Castro.

A decisão da PRF é baseada em números preocupantes. Na comparação entre o primeiro semestre de 2013 e o mesmo período deste ano, o número de acidentes aumentou 5%, mas a periculosidade cresceu 10%. Isto é, os acidentes estão mais graves, com maior número de mortos — foram 233 mortes no primeiro semestre de 2013 contra 258 entre janeiro e junho de 2014.

A partir desta quinta-feira, duas equipes policiais, com uma viatura e um radar cada uma, serão instaladas em um mesmo trecho, em pontos próximos, para conseguir flagrar quem acelerar depois de passar pelo primeiro equipamento. Nessa primeira fase, os policiais estarão em treinamento e irão parar os motoristas infratores para explicar o objetivo da Operação Hermes.

Zero Hora

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo