Prejuízo em Vidal Ramos é calculado em R$3 milhões

Equipes trabalham na construção de pontes e recuperação de bueiros

Prejuízo em Vidal Ramos é calculado em R$3 milhões

Fotos: PMVR/Divulgação

Os prejuízos causados pelo temporal já totalizam cerca de R$3 milhões no setor público e, principalmente, agrícola de Vidal Ramos. As perdas foram ocasionadas pelas chuvas acompanhadas de granizo nos dias 17 e 18 de setembro. Treze comunidades rurais foram afetadas. O prefeito Laércio da Cruz decretou Situação de Emergência.

O levantamento foi divulgado pela prefeitura nesta terça-feira, dia 22, após relatório da Epagri e das Secretarias Municipais de Obras, Agricultura e Assistência Social. Só na área agrícola os estragos somam R$2,7 milhões com perdas significativas na produção de fumo e cebola. “As plantações estão comprometidas em cerca de 350 propriedades. Nos locais próximos à margem do rio, a água e a lama invadiram a lavoura. Nas áreas mais altas o granizo danificou”, explica o secretário Municipal de Agricultura, Celso Eifler.

No cálculo, foram incluídas a recuperação de sete pontes, a construção de dez bueiros totalmente danificados, e a necessidade de duas mil toneladas de macadame para recuperação das estradas. Foram contabilizados também os serviços de hora/máquina na execução do trabalho.

As comunidades de Baixo Molungú, Alto Molungú, Corticeira, Fazenda Rio Bonito, Assentamento Itajaí Mirim e Água Cristalina, Lembrança, São Domingos, Rio do Lauro, Campestre, Alto Santa Luiza, Antas Gordas e Rio das Pacas foram fortemente castigadas pelos temporais.

O granizo também resultou em danos materiais para aproximadamente 40 famílias. A incidência foi maior no Assentamento Itajaí Mirim. “Aqui na nossa cidade, algumas famílias cobrem suas casas, galpões e outras estruturas, com telhas de amianto. Depois que o granizo perfurou, a chuva forte molhou os móveis, colchões, eletrodomésticos”, comenta a secretária de Assistência Social, Rose Merten Sebold.

Recuperação

A Secretaria Municipal de Obras em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura trabalha desde sexta-feira, dia 18, para restabelecer os acessos e estradas afetadas. Segundo o prefeito, prioridades foram elencadas. “O primeiro passo foi reconstruir as pontes arrancadas. Já concluímos a ponte provisória da estrada geral do Baixo Molungú e da estrada geral da Corticeira", salienta.

O prefeito menciona ainda outras frentes de trabalho que agilizam o atendimento às famílias atingidas. “Estamos com três equipes de trabalho, duas se dedicam na recuperação de pontes, pois é um serviço complexo e que exige tempo e outra atua na recuperação dos bueiros. Depois dessa etapa vamos iniciar a recuperação das estradas”, esclarece Laércio.

A frota de maquinários, praticamente nova, adquirida nessa gestão, tem feito a diferença e permite melhor tempo de resposta aos moradores. “Pedimos a compreensão de todos. Foram muitas barreiras que caíram, pontes arrancadas, estradas danificadas e bueiros entupidos. Nossa equipe está trabalhando intensamente, e nossa intenção é buscar a normalidade o mais breve possível”, finaliza.

Assessoria Prefeitura de Vidal Ramos 

Outras Notícias

PUBLICIDADE