Prefeitos do Alto Vale viajam para a Alemanha

Os prefeitos de Rio do Sul, Garibaldi Antonio Ayroso, de Presidente Getúlio, Nilson Stainsack e de Imbuia, Oscar Laurindo, embarcam para a Alemanha no próximo dia 21. Eles permanecem no país por 10 dias e vão conhecer diversos projetos que podem ser aplicados no Alto Vale. A viagem será acompanhada ainda pelo secretário executivo da Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi), Augustinho Senem.

Segundo Nilson, a viagem dele e de Augustinho será custeada pelo próprio governo alemão e os demais prefeitos terão que pagar as despesas. Ele conta que já estão agendadas visitas em cinco cidades para conhecer pessoalmente como funciona o sistema de abastecimento de água, o tratamento de esgoto e ainda o processo de coleta e reciclagem de todos os tipos de lixo.

Além das visitas, o grupo ainda vai participar de palestras com técnicos que vão apresentar todo o funcionamento desses processos. “O objetivo é que a gente possa aplicar essas tecnologias no Alto Vale e acredito que essa experiência é bastante válida”, comentou.

Ele lembrou também da viagem que uma comitiva de prefeitos da região já havia feito em março para a Europa. Na época eles foram a Portugal e Itália a assinaram dois protocolos de cooperação técnica: um com a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (Cimac), que compõem 21 municípios de Portugal e outro com a União de Famílias Trentinas.

“Algumas coisas que conhecemos lá já estão sendo aplicadas no Alto Vale. Em Portugal a gente viu as lousas interativas e algumas prefeituras já estão comprando esses equipamentos para usar nas escolas daqui. A gente percebe que este é o futuro onde a criança vai ter um tablet e vai poder interagir com o professor através dessa lousa”.

Ele explica que Presidente Getúlio já iniciou o processo para fazer uma experiência com as lousas em duas salas de aula e testar se as crianças e os professores se adaptam a essa realidade.

Nilson garante que da missão dos prefeitos a Europa a Amavi também tenta dar andamento a um projeto para interligação das prefeituras dos 28 municípios através de fibra ótica. “A Associação está fazendo o levantamento de custos para que a gente possa aplicar isso aqui, mas com certeza são coisas que conhecemos na viagem anterior e que estão sendo aplicadas gradativamente aqui na região, por isso esse tipo de intercambio é tão importante”, finalizou.

Diário do Alto Vale  

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE