Polícia Civil investiga ossada encontrada às margens do Itajaí-Açu em Ibirama

Ossos encontrados em local de difícil acesso podem ser de uma criança, adolescente ou mulher de estatura baixa

Uma ossada humana foi encontrada às margens do rio Itajaí-Açu em Ibirama por volta das 12h30min de quinta-feira. O local de difícil acesso fica nas proximidades do quilômetro 119. Uma das suspeitas é de que a ossada seja do menino Ivan Schlichtnqde Oliveira, de 12 anos, que desapareceu em Rio do Sul no dia 31 de maio.

De acordo com a Polícia Civil, pelo tamanho dos ossos, poderiam ser de uma criança, adolescente, ou mulher de estatura baixa. Também foram encontrados um colete e uma camiseta junto com o material, que foi recolhido e encaminhado ao Instituto Geral de Perícias de Rio do Sul.

A Polícia Civil tirou fotos das roupas e foi ao encontro de familiares do menino Ivan, que poderão reconhecer ou não as peças. Caso o reconhecimento aconteça, o próximo passo será a análise do DNA dos ossos.

— Trabalhamos com duas opções. Fuga do lar ou homicídio. Se a família reconhecer, começa a ser bem maior a hipótese do homicídio — disse a assessora de comunicação da Polícia Civil de Santa Catarina, Isabel Corradini.

De acordo com a Polícia Civil de Ibirama, a ossada estava espalhada e algumas partes já estavam desintegradas. Um menino de 17 anos encontrou o material e avisou a polícia. Ivan teria saído de sua casa para comprar pão por volta das 8h30min no final de maio e após isso, foi visto apenas uma vez por uma professora no dia 1° de junho.

Na época, a delegada responsável pelo caso, Patrícia Maria Zimmermann D'Ávila, explicou que as cheias do rio dificultaram as buscas do menino. Uma blusa e um par de chinelos foram encontrados nas proximidades de uma boate chamada Farol, localizada perto do rio.

JORNAL DE SANTA CATARINA

Outras Notícias

PUBLICIDADE