Palestra sobre Alcoolismo e Outras Drogas é realizada em Atalanta

Palestra sobre Alcoolismo e Outras Drogas é realizada em Atalanta

Fotos: Divulgação

Aconteceu no dia 01 de outubro de 2015, na Câmara Municipal de Vereadores de Atalanta, palestras sobre o Tema: Alcoolismo e Outras Drogas: Uma Doença Oculta. Questões relacionadas à dependência química sempre foram preocupantes, pois esta desencadeia consequências físicas, psicológicas e sociais, muitas vezes devastadoras na vida das pessoas usuárias e das que convivem com elas.

O Prefeito Municipal de Atalanta, Tarcísio Polastri e O Secretário Municipal da Saúde Everaldo Silveira, fizeram se presente neste evento.

O município de atalanta enfrenta problemas de alcoolismo e outras drogas, o que gera graves consequências para as famílias. “Desta forma, despertou-se a necessidade de trabalhar o assunto com nossa sociedade e tentar reprimir este mal.” Destacou Tarcísio.

Neste evento, a Equipe Estratégia Saúde da Família realizou um trabalho de conscientização sobre as consequências que a dependência química traz para a saúde das pessoas, juntamente com os alunos do 9º ano e ensino médio da Escola de Educação Básica Doutor Frederico Rolla e usuários da nossa Unidade de Saúde.

Durante o evento, tivemos a participação da enfermeira Fabiana, do Hospital Samaria de Rio do Sul, que relatou sua experiência com os anos de trabalho na recuperação de dependentes de álcool e outras drogas.

A Equipe do Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas – CONAD – apresentaram as consequências judiciais referentes ao uso e tráfico de entorpecentes, ressaltando que usar drogas ou não é uma questão de escolha, e está na mão de cada esta decisão.

O policial Fernando Xavier de Souza, responsável pelo PROERD no município, também dialogou com os participantes, sendo muito feliz em sua explanação referindo-se à dependência química. Fernando diz: “É preciso sempre estar vigilante, pois mesmo que uma pessoa que já foi dependente será sempre um ex-usuário em tratamento”.

Foi um dia sem dúvida muito produtivo e fica o dizer: Usar drogas para se sentir pertencente a um grupo, para esquecer os problemas, para se sentir bem, é uma viagem sem volta que não vale a pela. A escolha está em suas mãos, ressalta o Prefeito Municipal.

Assessoria de Imprensa

Outras Notícias

PUBLICIDADE