Operação “CNH” apura irregularidades na Ciretran de Rio do Sul

O esquema investigado consistia na facilitação na emissão de Carteira Nacional de Habilitação em troca da captação de votos.

Na manhã desta terça-feira (11/10) a 3ª e a 5ª Promotorias de Justiça da Comarca de Rio do Sul deflagrou a operação batizada como “CNH”, com o objetivo de cumprir seis mandados de prisão preventiva e seis mandados de busca e apreensão nos municípios de Laurentino/SC e Rio do Sul/SC.

As Promotorias de Justiça investigam supostos crimes de captação ilícita de sufrágio e crimes contra a administração pública, com possível envolvimento de servidor público da CIRETRAN de Rio do Sul e de uma integrante do Poder Legislativo do Município de Laurentino.

O esquema criminoso consistia na facilitação na emissão de Carteira Nacional de Habilitação (fato este que inspirou o nome da operação), em troca da captação de votos no pleito eleitoral municipal, em especial, na cidade de Laurentino/SC.

A operação foi realizada com o apoio da Agência de Inteligência do 13º Batalhão de Polícia Militar, da Polícia Civil de Rio do Oeste, do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), do Instituto Geral de Perícias (IGP), e do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), de Analistas do Centro de Apoio Técnico do MPSC (CAT) e de Policiais Militares do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT).

Mais informações não foram repassadas neste momento para não prejudicar o andamento das investigações.

Ministério Público de Santa Catarina 

Outras Notícias

PUBLICIDADE