Noite de homenagens na Alesc marca os 50 anos de fundação da Unidavi

Noite de homenagens na Alesc marca os 50 anos de fundação da Unidavi

Célio Martignago, deputados Milton Hobus (e) e Aldo Schneider (Foto: Ramiro Fernandes / Divulgação)

Com praticamente meio século de existência, o Centro Universitário para o Desenvolvimento do Vale do Itajaí (Unidavi), fundado em 7 de julho de 1966, recebeu do Parlamento catarinense uma homenagem na noite desta segunda-feira (27). Proposta pelo deputado Aldo Schneider (PMDB)< a sessão especial foi realizada no Plenário Deputado Osni Régis e contou com a presença de autoridades, entre elas o deputado Milton Hobus (PSD), reitores, ex-reitores e colaboradores que contribuíram para a trajetória de sucesso da instituição.

Representante da região no Parlamento, Aldo fez um breve resgate da história da instituição, que às vésperas de completar 50 anos de atuação, já formou mais de 18 mil alunos, graças à iniciativa de um grupo de voluntários liderado pelo bioquímico Guilherme Gemballa. O deputado lembrou que a iniciativa se deu a partir da Lei Municipal 613, que criou a Fundação Educacional do Alto Vale do Itajaí (Fedavi), na época uma instituição comunitária, sem fins lucrativos, criada pelo anseio da comunidade e voltada ao desenvolvimento regional.

Aldo  destacou que, desde a fundação, a instituição  expandiu as áreas de atuação, com a criação de novos cursos de graduação, pós-graduação e da Escola Unidavi, e também ampliou sua presença para outros municípios do Vale do Itajaí. "A estrutura física também evolui, e hoje a universidade conta com quatro câmpus em Rio do Sul, Ituporanga, Taió e Presidente Getúlio.", frisou. 

À frente da reitoria atualmente, Celio Simão Martignago falou sobre os avanços da instituição. Ao lembrar que a Unidavi nasceu para contribuir com o crescimento da região, o reitor mencionou que o objetivo principal sempre foi o desenvolvimento por meio do ensino, pesquisa e extensão, focado na qualidade de suas ações e resultados. "Nossa missão sempre foi a formação de pessoas, líderes e cidadão honestos. Voltada para o Alto Vale, a iniciativa superou as expectativas, e com o curso de Administração de Empresas, a sociedade foi contemplada e possibilitou o desenvolvimento da região."

Já o ex-reitor Viegand Eger salientou que a homenagem engrandece as conquistas da Unidavi, que ao longo desses anos acumulou inúmeras parcerias e reconhecimento da sociedade. Na condição de idealizador da Unidavi, Eger também relembrou as dificuldades encontradas na década de 1960 para criar a instituição. "Tivemos alguns obstáculos, mas hoje é gratificante ver que vencemos e conquistamos uma universidade de respeito", afirmou.

Durante a solenidade, a Assembleia Legislativa entregou placas comemorativas em alusão aos 50 anos de fundação do centro universitário às personalidades que participaram da trajetória da instituição, que atualmente conta com 4 mil estudantes, do ensino infantil até a pós-graduação.

Homenageados

Célio Simão Martignago – Unidavi

Garibaldi Antonio Ayroso – Prefeito

Mário Miguel – Câmara de Vereadores

Alex Detlev Ohf – Acirs

Silvio Venturi – Amavi

Osvaldir Ramos - Conselho Estadual de Educação

Padre Dirceu Fernando Belotto – Colégio Dom Bosco de Rio do Sul

João Natel Pollonio Machado – Furb

Paulo José Fiamoncini – CDL

Pedro Alex Portes Ferreira – DCE da Unidavi

Sebastião Salésio Herdt – Acafe

Sergio Gargioni – Fapesc

Gustavo Reginatto – JCI/ Rio do Sul

Reitores:

Célio Simão Martignago

Jaime João Pasqualini

Viegand Eger

Apoiadores:

Família Krieck - Maria Salette Krieck

Família Gemballa -  Virginia Von Buettner Gemballa Macho e Vera Mary Gemballa Gomez

Tatiani Magalhães / AGÊNCIA AL 

Outras Notícias

PUBLICIDADE