Médico que atua no Hospital Bom Jesus completa 50 anos dedicados a medicina

Doutor Ossamu Sawada se formou a primeira turma de medicina da UFSC.

Médico que atua no Hospital Bom Jesus completa 50 anos dedicados a medicina

Fotos: Divulgação

O mês dezembro é de festa para o Hospital  Bom Jesus (HBJ) e também para um dos profissionais que trabalham na instituição. Doutor Ossamu Sawada, médico cardiologista completa neste mês 50 anos dedicados a medicina e destes 15 anos de trabalhos prestados no HBJ. A data, comemorada no dia 10, foi marcada por uma singela homenagem, por parte da direção e funcionários da entidade.

“Homenagear o Dr Ossamu é sem precedentes. É um profissional que dedica uma vida inteira para o Hospital para a população pro Hospital, pra vida das pessoas. Pra nossa casa e pra toda região, não tenho dúvidas que esse profissional soma muito”, destacou Irmã Edelir Stupp.

Formado em 1965, Doutor Ossamu é da primeira turma de medicina da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Logo após a formatura, Sawada foi para São Paulo, onde fez residência em cirurgia cardíaca. Como cirurgião atuou em vários hospitais, como por exemplo o Hospital do Coração, Hospital Santa Paula, Hospital Bandeirantes, Hospital Benefiencia Portuguesa entre outros.

“Dediquei muitos anos como cirurgião, e depois resolvi vir pra Santa Catarina. Sempre achei que tinha uma dívida com o povo catarinense, mas não queria ir pra capital, queria ficar no interior”, explicou o médico.

A escolha por Ituporanga contou a interferência de outro médico, Doutor Leu Cesar Miller. “Eu conheci o Dr. Leu e ele que me trouxe pra cá. Agradeço muito a ele por isso. Sempre fui bem recebido aqui”, acrescentou.

Mesmo afirmando não ter interferência direta, dos seus seis filhos de Sawada, apenas um não seguiu carreira ligada a saúde. “Tenho três filhos médicos, dois dentistas e um advogado. Todos escolheram o que queriam ser. Agradeço por ter tido a possibilidade de formar a todos”, comentou.

No Hospital Bom Jesus, Doutor Ossamu Sawada dedica seus trabalhos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Tem como maior característica o bom humor com que leva a vida e a profissão.

“Ele é chamado carinhosamente de pai e painho pelos colegas de trabalhos. È uma referencia pra todos. Sempre, em qualquer momento de dúvida ele é consultado, é um professor pra nós”, relatou Daiana Pezente, enfermeira que trabalha na UTI.

Com 50 anos de formação, Dr Ossamu atua nas áreas de cardiologia, cirurgia cardiovascular, medicina de família e comunidade, neurocirurgia e neurologia.

“Enquanto puder, vou exercer minha profissão com o mesmo afinco de quando comecei meus trabalhos como médico. Sempre tive o respeito dos pacientes e do povo. Só tenho a agradecer”, finalizou.

Authentica Comunicação Integrada

Outras Notícias

PUBLICIDADE