Ituporanga soma mais de R$ 15 milhões em obras

Secretaria de Planejamento apresentou o dado em uma live de prestação de contas do primeiro semestre.

Enviar no WhatsApp
Ituporanga soma mais de R$ 15 milhões em obras

Foto: Divulgação / Reprodução

 

Apesar das dificuldades trazidas pela pandemia a todos os municípios, em Ituporanga o setor de Planejamento vem mostrando que é possível se sobressair em meio aos desafios e se destacar quando o assunto é desenvolvimento. Em uma live para prestação de contas do primeiro semestre, a prefeitura divulgou que são mais de R$ 15 milhões em obras em andamento.

Com a possibilidade de Ituporanga se tornar um polo turístico nos próximos anos, o município vem se preparando para garantir a infraestrutura necessária para o conforto dos visitantes e a qualidade de vida dos moradores. “Estão sendo aplicados R$ R$ 15.022.699,66 em obras de infraestrutura no município, grande parte dos recursos são oriundos dos governos Federal e Estadual, com contrapartida do município, com recursos próprios que ultrapassam os R$ 2 milhões” destaca o prefeito Gervásio Maciel.

Ele garante  que os investimentos não param por aí e a intenção é buscar mais melhorias. “Estamos em constante contato com os nossos representantes na esfera Estadual e Federal para garantir que mais obras sejam realizadas. Nossa meta é calçar o maior número de ruas possível, de preferência todas. Muitas ruas também estão sendo calçadas no sistema de parceria, onde os moradores contribuem com parte dos custos da obra”, completou.

Segundo o secretário de Planejamento, Vilmar Schwambach, os recursos citados pelo prefeito estão sendo utilizados na pavimentação de ruas, ampliações em unidades de ensino, construção e reforma de centros multiuso, construção do campo de futebol, conclusão do parque da cidade e também na implantação de uma ciclovia que ligará o Centro ao Distrito Industrial possibilitando um acesso seguro para os ciclistas.

Na live, Schwambach citou ainda que entre as atribuições da Secretaria de Planejamento está o licenciamento de obras visando o crescimento ordenado do município. Segundo ele, nesse primeiro semestre foram emitidas 157 consultas de viabilidade, 79 Alvarás de construção totalizando 15.714,69m², bem como 55 Habite-se. “Mesmo com os impactos da pandemia a construção civil segue em crescimento no município. Se compararmos com os anos anteriores tivemos um crescimento médio de 14% na emissão de alvarás. Isso se deve a própria economia, a crise acabou gerando condições para se investir no setor da construção civil. Por isso, está sendo o melhor momento para construir ou reformar que vivemos nos últimos anos. Além disso, o parcelamento de solo também teve um aumento considerável, entre loteamentos e desmembramentos, o município conta hoje com cerca de 2.700 lotes para comercialização”.

Outra ação destacada pelo secretário é a conclusão da revisão do Plano Diretor. “De acordo com o Estatuto das Cidades, essa revisão deve ocorrer a cada 10 anos, tivemos alguns entraves como trocas na gestão e a pandemia que atrasaram o processo, mas assim que assumiu a administração o prefeito fez questão de priorizar esse trabalho, reunimos a comissão e o Núcleo Gestor e finalizamos a revisão, foi elaborado um Projeto de Lei que seguirá agora para aprovação da Câmara de Vereadores”.

O secretário falou ainda de outras metas da Secretaria de Planejamento para o ano de 2021 como a implantação do sistema de análise digital de projetos. “Esse sistema proporciona celeridade ao processo e contribui para a diminuição da circulação de papéis, consequentemente reduzindo custos. Do próprio escritório o engenheiro/arquiteto cadastra o processo no sistema da Prefeitura e o técnico responsável faz a análise e emite o parecer, estamos trabalhando para aperfeiçoar ainda mais o sistema”, finaliza.

 

Por Helena Marquardt

Diário do Alto Vale

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo