Início de obras do novo ginásio de Rio do Sul deve atrasar

Início de obras do novo ginásio de Rio do Sul deve atrasar

Foto: DAV/Reprodução

O início das obras do novo ginásio de esportes em Rio do Sul deve atrasar cerca de um mês. Esta é a previsão do superintendente da Fundação Municipal de Desportos (FMD) de Rio do Sul, Eduardo Marzall, que acompanha o processo de liberação de verbas para a execução da estrutura. Segundo ele, o atraso é motivado pela liberação de outros R$ 400 mil do Badesc à prefeitura de Rio do Sul, recurso este que será investido em outras áreas do município. A previsão é que o edital seja lançado em outubro e a execução inicie em novembro. “Precisamos deixar bem claro. Os nossos R$ 800 mil já estavam aprovados desde julho, mas agora entrou mais os R$ 400 mil que foram aprovados na última sexta-feira que foi o prazo que o Badesc nos deu. A verba atrasou pelas pendências dos R$ 400 mil”.

Conforme explicou Marzall o atraso foi motivado em virtude do Sistema do Tesouro Nacional (STN) não aprovar dois valores distintos em um período de tempo. Ele lembrou que os outros R$ 400 mil aprovados pelo Badesc são da prefeitura. “É que o Badesc não pode mandar para o STN os R$ 800 mil e um mês e meio depois o outro pedido de R$ 400 mil, o STN não permite isso, têm que ser mandado os dois juntos, então a análise é feita em conjunto. Esse valor de R$ 400 mil será investido em ponte, rua e o que a prefeitura achar que tem ser investido. Se o STN não pedisse que os valores fossem mandados em conjunto, nós já tínhamos o valor liberado e o edital já teria sido lançado. É um período que nós vamos perder de 45 dias, mas em contrapartida vai vir mais recurso para o município o que é bom para a comunidade”, conta.

Segundo o superintendente a ideia inicial da FMD era lançar o edital da obra em setembro, mas agora a previsão é para que ele seja lançado em outubro. “Nessa semana deve subir para o Sistema do Tesouro Nacional (STN) a autorização dos valores conforme a promessa da analista chamada Priscila. A partir do momento que o Badesc encaminha os documentos para o STN, as coisas devem voltar em 30 dias e voltando nos devemos lançar o edital, a partir daí em 30 dias deve ser iniciada a obra, então devemos estar atrasados conforme o cronograma, porque achamos que iríamos conseguir lançar o edital em setembro e devemos lançar ele somente em outubro”, explica.

Marzall contou que além do recurso do Badesc, outros também serão utilizados para execução da obra. “Nosso objetivo é que a obra comece em novembro, até porque já temos uma parte de recursos guardada, que seria a contrapartida da FMD, além do recurso do Décio Lima e o valor do Badesc, então isso faz com que a gente fique bem tranquilo para tocar a obra e acelerar todo o processo, além disso, temos R$ 300 mil da Secretaria de Esporte, Cultura e Turismo, que vai ser para as cadeiras, para o piso, as redes laterais e o placar eletrônico”, finaliza.

Diário do Alto Vale 

Outras Notícias

PUBLICIDADE