Imbuia vai promover ação para castração de 200 animais

Objetivo é o controle populacional de cães e gatos.

Enviar no WhatsApp
Imbuia vai promover ação para castração de 200 animais

Foto: Divulgação

 

Com o propósito de fazer o controle populacional de cães e gatos na cidade, a prefeitura de Imbuia criou um projeto de castração de animais. O objetivo é castrar 200 animais no período de um ano, sem custo para os donos dos bichinhos.

Segundo a veterinária Greice Thiesen, responsável pela castração dos animais, a ideia é também conscientizar a população sobre maus tratos e o abandono de animais, crimes que são reconhecidos por lei. “Um casal de cães ou gatos, ao longo de sua vida, pode gerar até cinco mil novos animais. Nós temos problemas com animais em situação de rua no nosso município e em conversa com a administração municipal, decidimos por fazer essa campanha”, explica.

As castrações ocorrem semanalmente. Uma clínica de Ituporanga foi contratada pela administração, através de processo licitatório, para realizar o procedimento em pelo menos quatro animais por semana. Além da castração, eles recebem um chip de identificação e a vacina antirrábica. O trabalho, equipamentos e remédios que são utilizados para a cicatrização são custeados pela prefeitura.

Além do controle populacional de animais, Greice destacou outros benefícios para os donos de gatos e cachorros castrados. “Evita fugas dos animais que vão atrás de parceiros para procriação, redução de marcação de território e mais tempo de vida para eles”, explica.

A veterinária falou também que são frequentes os relatos e denúncias de animais abandonados ou que sofrem maus tratos. “Todos os dias nós recebemos denúncias aqui de animais que são mal cuidados ou que foram abandonados. Nós precisamos trabalhar para que isso não ocorra mais”, afirma.

O prefeito João Schwambach explica que via há muito tempo a necessidade de fazer algum trabalho para fazer o controle populacional de animais de estimação no município. “Era um pedido muito antigo da comunidade. Nós elaboramos um projeto de lei e encaminhamos à Câmara de Vereadores para que todo esse trabalho pudesse ser feito com respaldo legal. Nós vimos necessidade na questão de saúde pública”, complementa.

 

Projeto permanente

Todos os 200 animais que vão passar pela campanha já foram cadastrados. A intenção é de que o projeto seja permanente e ocorra todos os anos no município.

Pessoas interessadas em ajudar a causa ainda podem contribuir com a doação de ração que será destinada a animais de rua que estão em fase de recuperação da castração ou adotar um dos gatos e cachorros que hoje se encontram na secretaria de agricultura.

 

Por Luana Abreu

Diário do Alto Vale

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo