Idosos se reencontram em asilo do RS 65 anos depois de desmarcarem o casamento

 
Um história de amor, tinha tudo pra terminar como tantas outras, com cada um seguindo para um lado depois de não conseguirem enfrentar alguns obstáculos. Porém, este não foi o caso de Maria Edy Moraes, de 84 anos, e Selviro Schaab, de 88. O destino resolveu dar um empurrãozinho para garantir a felicidade dos dois.
 
Maria e Selviro foram namorados, noivaram, marcaram a data do casamento, mas resolveram se separar, isso tudo na década de 1940. Os dois desistiram da união por morarem em cidades diferentes. De lá, cada um tomou seu rumo, casaram com outras pessoas, tiveram filhos, mas, após 65 anos, voltaram a se encontrar em um asilo em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul.
 
O casal de idosos chegaram na instituição pelos mesmos motivos. Eles precisavam de cuidados especiais, então, as famílias os mandou pra lá. Até descobrirem que estavam vivendo no mesmo local, passaram-se quatro meses. Até que, em um belo dia, eles encontraram mais um motivo pra sorrir.
 
— A vida fez sentido para mim. Tenho ao meu lado quem eu tinha perdido. Ele fica o dia todo sentado ao meu lado, de mãos dadas, me amando. Às vezes o destino prega uma peça, mas, para mim, o destino foi honesto. Pode ter 80, 90 anos, o amor não tem idade. Quando ama de verdade, ama — disse Maria.
 
Fonte: Hora de Santa Catarina 
Foto: Reprodução/RBSTV

Outras Notícias

PUBLICIDADE