Funcionários da Cidasc e Epagri fazem mobilização em Ituporanga e pedem reajuste salarial

Com agenda programada em diferentes dias, horários e locais, trabalhadores da Cidasc e da Epagri realizam mobilizações em todo o estado com objetivo de pressionar as direções das empresas e o governo do Estado por uma resposta positiva sobre a pauta de reivindicações referente à Campanha Salarial, apresentada ainda em abril. Na manhã deste sábado, 24, profissionais de várias cidades da região, estiveram mobilizados em frente a igreja matriz de Ituporanga. 

Com data-base em maio, o Sindaspi e outros 12 sindicatos tentam negociar proposta de Acordo Coletivo que mantenha as cláusulas sociais e outras garantias já contidas na Sentença Normativa resultante do julgamento do Dissídio Coletivo ajuizado no ano passado pelo Sindaspi. O governo, no entanto, continua a negar qualquer reajuste inclusive a reposição da inflação acumulada entre maio de 2015 e abril de 2016, calculada em 9,83%.

Esses trabalhadores são fundamentais na geração de 30% do PIB catarinense por meio da agricultura e sua mão de obra garante a sanidade animal e vegetal dos produtos agropecuários catarinenses, o que possibilitou em 2015, a exportação de 4,38 milhões de toneladas de produtos do setor agropecuário, entre eles, 169 mil toneladas de carne suína, conforme publicação no portal do governo de SC.

Em algumas cidades do estado tem ocorrido paralisações os serviços o que tem sido chamado de esquenta pra a greve, já que a categoria não descarta greve geral dos trabalhadores como a que foi realizada no ano passado. 

Em Ituporanga a expectativa é que uma nova mobilização ocorra na sexta-feira da próxima semana, dia 30 de setembro