Excesso de chuva e umidade pode prejudicar a safra de cebola em SC

Segundo o governo, expectativa é de queda na produção e rendimentos.
Cultivo de mudas e atraso do transplante são consequências do clima.

As condições climáticas dos últimos meses podem impactar negativamente sobre a safra 2015 de cebola em Santa Catarina. O governo do estado divulgou nesta quinta-feira (6), que o excesso de chuva e a umidade causaram diversos prejuízos para os produtores em diferentes regiões.

Segundo o governo estadual, até a primeira quinzena de julho, somente 60% da área de cultivo estava semeada. Por conta disso, a previsão de aumento na safra, que era esperado, deve não se concretizar. Na região do Planalto, o excesso de chuva suspendeu a semeadura direta. Por conta destas questões

No Alto Vale do Itajaí, a chuva frequente e a nebulosidade intensa registradas no início de junho, resultaram na queda da produção de mudas. Além disso, o transplante das plantas precisou ser atrasado.

Segundo a Epagri/Ciram, entre 10 de junho e 10 de julho, foram registrados 237 milímetros de chuva na região da Estação Experimental de Ituporanga). Condição que favorece o aparecimento de doenças nas plantas e dificuldades de pulverizar o solo encharcado.

Por causa dos acessos comprometidos pela chuva, o "tráfego de máquinas é limitado e pode provocar danos ao solo, como a compactação. No cultivo de variedades mais precoces, o atraso pode significar perda de produtividade", informou o governo estadual.

G1SC

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE