Exame de DNA dirá se ossada é ou não de menino desaparecido em Rio do Sul

Ossada humana foi encontrada na última sexta-feira em Ibirama

A família de Ivan Schlichting de Oliveira aguarda o resultado de exame de DNA para confirmar se a ossada humana encontrada em Ibirama na última quinta-feira é do menino desaparecido em Rio do Sul. Anderson Schlichting reconheceu as roupas encontradas junto à ossada como sendo do irmão de 12 anos. O exame de DNA vai confirmar ou não se os ossos encontrados às margens do rio Itajaí-Açu são do menino desaparecido desde o dia 31 de maio. 

— São 90 dias de espera pelo resultado do DNA. Não tem o que fazer. Agora é só esperar — lamenta Schlichting. 

Ainda na sexta-feira Schlichting postou em uma rede social que se sentia triste e que "enfim estava chegando ao fim o mistério". 

De acordo com a Polícia Civil de Ibirama, a ossada, que foi encontrada por volta das 12h30min de quinta-feira, estava espalhada e algumas partes já estavam desintegradas. Um menino de 17 anos encontrou o material e avisou a polícia. 

Ivan teria saído de sua casa para comprar pão por volta das 8h30min do dia 31 de maio. Após isso foi visto apenas uma vez por uma professora no dia 1° de junho, em Rio do Sul. 

JORNAL DE SANTA CATARINA

Outras Notícias

PUBLICIDADE