Escolas públicas retomam as aulas em Santa Catarina

Escolas públicas retomam as aulas em Santa Catarina

Imagem Ilustrativa (Foto: Divulgação / Reprodução Internet)

Depois de duas semanas de férias, alunos das 1,1 mil escolas estaduais catarinenses e de todas as instituições municipais de Santa Catarina voltam às aulas hoje. Mais da metade das escolas da rede estadual, entretanto, não chegou a parar totalmente em julho por conta da greve do magistério iniciada em março, funcionando inteira ou parcialmente nas últimas semanas.

Os calendários das duas redes são unificados desde 2014 para facilitar a organização das famílias e dos funcionários que trabalham nestes locais. Além do início do segundo semestre na mesma data, o fim do ano letivo nas escolas onde não houve interrupção por conta de greve está previsto para 22 de dezembro.

O retorno na rede estadual ocorre em meio a um debate que ainda não dá sinais de estar perto do fim. Cerca de 530 escolas repuseram alguma aula durante as férias de julho. Em algumas escolas, as aulas poderão avançar até janeiro. As regras para a reposição durante a paralisação foram publicadas no Diário Oficial do Estado em 11 de junho.

A greve dos professores começou em março e durou 72 dias. No momento de maior adesão, o sindicato dos trabalhadores (Sinte-SC) calculava a participação em cerca de 20%.

Na próxima quarta-feira, o Sinte-SC realiza uma assembleia estadual em Ituporanga, no Vale do Itajaí, com os professores para avaliar a última proposta enviada pelo governo do Estado.

O motivo principal da paralisação iniciada em março foi uma medida provisória que alterava a remuneração dos temporários, mas aglutinou outras pautas no caminho. Atualmente, o maior impasse diz respeito ao plano de carreira do magistério.

Diário Catarinense 

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE