Corte de árvores no Centro de Ituporanga é criticado na Câmara de Vereadores

Enviar no WhatsApp
Corte de árvores no Centro de Ituporanga é criticado na Câmara de Vereadores

Rua vereador Norberto Scheidt, Centro de Ituporanga (Foto: Sintonia FM)

Cerca de 30 árvores que ficavam ao lado do Cemitério Católico foram arrancadas, os vereadores Marcelo Machado (PP) e Adriano Coelho (PP), mostraram indignação durante a sessão de segunda-feira (24).

 

Na semana passada cerca de 30 árvores que estavam plantadas na Rua vereador Norberto Scheidt, ao  lado do cemitério católico, com aproximadamente oito metros cada, foram arrancadas. Os vereadores Marcelo Machado (PP) e Adriano Coelho (PP), se mostraram indignados com a situação, já que para eles, as árvores deixavam o local mais bonito e aconchegante, principalmente para os familiares que vinham visitar seus entes queridos no cemitério. Machado chegou a destacar que considera isso um crime contra a natureza. “Quando eu passei lá fiquei horrorizado com o que vi, todas as árvores arrancadas. Eu acho isso um crime tremendo, uma falta de cuidado com a natureza. Nada justifica eles terem feito isso, nem fiação elétrica passa por lá”, argumentou.

O vereador ainda citou que em Ituporanga se tem uma cultura de poda das árvores no mês de setembro, mas dessa vez eles arrancaram todas elas. Ele ainda citou o exemplo de Curitiba no Paraná, uma cidade que preza pela natureza e tem muito verde, mesmo no centro. “É tão bom ir lá e ver a natureza, eles têm árvores enormes e ninguém vai lá arrancar. É uma cidade linda, com muito verde. Ituporanga uma cidade com 25 mil habitantes, considerada pequena não consegue deixar as árvores, precisa arrancar ou podar de qualquer jeito. Incrível não dá de acreditar”, desabafou.

Machado disse que vai propor ao secretário de agricultura, que é do seu partido, fazer uma campanha de plantio de árvores na cidade. “Precisamos fazer isso, plantar mais árvores, isso faz bem para a natureza e para as pessoas. Não sei se o que fizeram foi ordem do prefeito, do secretário ou de quem foi, mas sem dúvida foi um grande erro, fiquei indignado e horrorizado”, concluiu.

Adriano Coelho destacou que ficou sabendo que as árvores foram arrancadas porque as raízes estavam quebrando a calçada. “Essa é a velha desculpa, agora eu tenho um sapato, não me serve mais vou amputar a perna. Resolvesse de outra maneira, não arrancando as árvores. Enquanto na maioria das cidades se vê campanhas de plantio de árvores aqui em Ituporanga fazem o contrário".

Coelho finalizou lembrando de prefeitos que faziam campanhas bonitas de preservação da natureza e incentivavam as crianças para plantar árvores na cidade. “Diz um estudo que doenças cardíacas e incidência de asma diminuem com o convívio com a natureza. Lembro das crianças na avenida Paraguai plantando árvores, isso no mandato do então Prefeito Gervásio Maciel e hoje me fazem uma coisa dessas, é de ficar horrorizado com toda certeza”, finalizou.

 

Por Assessoria de Comunicação

Câmara de Vereadores de Ituporanga

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo