Comissão de Leilão viabiliza prensagem de veículos em Ituporanga

Enviar no WhatsApp
Comissão de Leilão viabiliza prensagem de veículos em Ituporanga

Comissão de Leilão viabiliza prensagem de veículos em Ituporanga (Foto: Divulgação / Detran / SC)

Uma iniciativa, provocada pelo juiz de direito da comarca de Ituporanga, foi concluída, na segunda-feira, dia 30 de novembro: a prensagem do primeiro lote de veículos judiciais, contendo 41 carros, 42 motos e 24 blocos de motores, gerando cerca de 40 toneladas de ferrosos após a compactação. 

A ação foi possível através do Plano de Trabalho de Cooperação firmado entre Poder Judiciário, Secretaria de Estado da Segurança Pública e Ministério Público do Estado de Santa Catarina, executado pela Comissão Estadual de Leilão do Detran/SC.

Para a viabilização do projeto de prensagem dos veículos, o juiz de direito de Ituporanga, Lenoar Bendini Madalena, entrou em contato com a Comissão de Leilão e apresentou uma relação dos itens disponibilizados para prensagem. 

“Agradeço a parceria e o empenho de toda a equipe envolvida no processo. Dessa forma conseguimos encurtar a distância entre os poderes judiciário e executivo. Espero que os demais juízes se sensibilizem e façam esse acordo para limpar os pátios. Temos muitos veículos judiciais parados há décadas e dessa forma é possível dar um fim neles, fazendo a reciclagem do material prensado, um serviço relevante para toda a sociedade”, frisou o juiz.

Os trabalhos foram coordenados pelo delegado de polícia Adalberto Luiz Safanelli junto à Comissão Estadual de Leilão. “Concluímos o processo com êxito. Uma parceria que proporciona benefícios para a sociedade, tendo em vista que os veículos acumulados nos pátios causam doenças e agridem o meio ambiente”, concluiu Safanelli.

Janaina Guliato / Comissão Estadual de Leilão / Detran/SC

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo