Com prejuízo de R$ 1 milhão, prefeito de Petrolândia decreta Situação de Emergência

Quantidade elevada de chuva em um curto período foi o principal problema no município.

Com prejuízo de R$ 1 milhão, prefeito de Petrolândia decreta Situação de Emergência

Foto: PMP/Reprodução

A Defesa Civil de Petrolândia registrou um acumulado de chuva de até 400 milímetros entre os dias 27 de maio e 04 de junho. Volume suficiente para resultar em transtornos e prejuízos à população e para a Administração Municipal. “Entre pontes e bueiros danificados ou destruídos nesse período foram 290. Outro problema foi a malha viária que ficou praticamente toda comprometida. Calculamos, com isso, um prejuízo de até R$ 500 mil”, destaca o coordenador da Defesa Civil, Felipe Weiduschat.

Na localidade de Barra Nova, pelo menos dez famílias tiveram que sair de casa por causa da elevação do nível do rio. A prefeitura já auxiliou na limpeza, possibilitando o retorno dessas pessoas. Há também no município o caso de um imóvel que depende de avaliação técnica, para definir se a estrutura está ou não comprometida. "E no Faxinal dos Tigres a água da Represa Perimbó acabou represando, deixando duas propriedades com o acesso comprometido. Por motivo de precaução, uma gestante teve que ser retirada do local com o auxílio de uma embarcação da Polícia Militar”, observa o prefeito Joel Longen.

Perdas que somam mais R$ 500 mil foram registradas também na agricultura. Só com o feijão que não pôde ser colhido, em uma área aproximada de 60 hectares, o prejuízo chega a R$ 200 mil. “O cultivo de milho e cebola, a piscicultura e a produção de leite foram outras atividades agrícolas que acabaram prejudicadas”, ressalta Felipe.

Por causa desses danos causados pelo excesso de chuva em um curto espaço de tempo o prefeito precisou decretar Situação de Emergência. Cabe agora à Defesa Civil preencher os formulários no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, do Ministério da Integração. “Gostaríamos de ressaltar aqui o trabalho dos funcionários das Secretarias de Obras, Agricultura, Assistência Social e Educação, que auxiliam nos trabalhos de atendimentos às famílias e na recuperação dos estragos em praticamente todas as localidades que foram castigadas com essa chuva além do esperado”, reconhece o prefeito.

Assessoria de Imprensa

Outras Notícias

PUBLICIDADE