Colombo anuncia secretário da Saúde e relata gargalos orçamentários de SC

Colombo anuncia secretário da Saúde e relata gargalos orçamentários de SC

Governador Raimundo Colombo (Foto: Divulgação/Reprodução Internet)

O governador Raimundo Colombo (PSD) concedeu nesta quinta-feira (18) uma entrevista exclusiva ao G1 Santa Catarina. O político reeleito falou dos desafios do novo mandato em 2015 com destaque para questões orçamentárias do estado. Colombo também antecipou quem será o novo secretário da Saúde do estado, o ex-prefeito de Blumenau e deputado federal eleito João Paulo Kleinubing (PSD), que foi denunciado pelo Ministério Público (MP) na Operação Tapete Negro, que apura possíveis fraudes em licitações da cidade do Vale do Itajaí.

“O João Paulo é uma pessoa extremamente honesta, isso não paira qualquer dúvida”, afirmou Colombo. De acordo com o governador, a opção de Kleinubing se deu para a ideia de uma visão do gestor 'firme' que saiba 'avaliar os custos'. Para vice da pasta, foi selecionado o médico Murilo Capella, diretor do Hospital Infantil Joana de Gusmão, de Florianópolis.

Com o segundo mandato de governador válido até 2018, Colombo diz querer permanecer até o final do prazo, mas não descarta a possibilidade de sair da função pública antes para concorrer ao Senado. 

Novo mandato

Rever os gargalos orçamentários do estado é prioridade número 1 de Colombo, afirma. Nesta nova gestão, ele diz que irá aplicar um modelo de fluxo de caixa em Santa Catarina, para diminuir as despesas. O orçamento público seria revisto a cada dois meses. "Os custos do estado estão indo pra estratosfera", comentou sobre a situação financeira atual. Como algumas das medidas impopulares a serem tomadas, ele afirma que é necessário um aumento na contribuição da previdência e a extinção da licença prêmio do servidor público. "Quero transformar em qualificação profissional, não férias", disse.

G1SC

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE