Biólogo é picado por escorpião e vai parar no hospital no Alto Vale do Itajaí

Acidente ocorreu enquanto homem manuseava lenha em um sítio em Trombudo Central.

Enviar no WhatsApp
Biólogo é picado por escorpião e vai parar no hospital no Alto Vale do Itajaí

Animal foi capturado e levado ao hospital para médico confirmar a espécie (Foto: Arquivo pessoal)

 

Um homem de 55 anos foi picado por um escorpião enquanto manuseava lenha em um sítio em Trombudo Central, no Alto Vale do Itajaí. Márcio Almeida, biólogo de formação, precisou ser hospitalizado e conta que chegou a fazer uso de morfina para controlar a dor incessante. O caso ocorreu na última quinta-feira (14) e veio a público agora, quando o paciente, já recuperado, decidiu alertar as pessoas. 

— Com o aquecimento e a umidade, eles saem dos esconderijos, principalmente debaixo de entulhos e madeiras. Então, é preciso cuidado — orienta. 

Márcio mexia com lenhas quando sentiu a picada no dedo da mão direita. Chegou a acreditar ter sido presa de um formigão, mas quando olhou logo reconheceu. Segundo ele, o animal é da espécie Tityus bahiensis, também conhecido como escorpião-marrom. Ele correu, embarcou no carro e foi para o hospital, que fica a cerca de 300 metros do local do acidente.

— O susto foi grande — desabafa aliviado. 

Um amigo do biólogo ainda precisou voltar à propriedade, recolher o bicho e levar à unidade de saúde para confirmar a espécie, o que auxilia no atendimento adequado ao paciente. Márcio passou seis horas de observação e recebeu alta. Nos dias seguintes precisou voltar para tomar medicação para dor.

Agora o tratamento está chegando ao fim, mas ainda exige atenção. Isso porque no sábado o dedo mudou de cor e ficou preto. Passou, mas ele segue com o braço direito dormente desde o dia da picada. 

Por Talita Catie

Santa / NSC Total 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo