Avanço de temporal é registrado pelo radar meteorológico

Os temporais que atingiram dezenas de municípios de Santa Catarina foram registrados pelo Radar Meteorológico instalado no Município de Lontras. Conforme o Gerente de Monitoramento e Alertas da Defesa Civil de Santa Catarina, Frederico Rudorff apesar de estar em fase de testes o equipamento já demonstrou o potencial. “Alguns Sistemas já foram detectados pelo radar. Observamos a aproximação de chuvas e detectamos a intensidade dos temporais dessa terça-feira, 02”, disse.

Os meteorologistas e técnicos de Santa Catarina, vinculados a Epagri/Ciram e Defesa Civil do Estado ontem estavam finalizando o treinamento em operação realizado entre os dias 27 de agosto e 02 de setembro. O treinamento abordou sobre princípios físicos de radar, funcionamento do sistema, correções e calibrações,  geração de produtos, configuração dos parâmetros de operação e interpretação dos dados de radar.  A partir desta quarta-feira, 03, o Radar Meteorológico, entra na fase de operação assistida. Nesse período, o radar que estava com configuração de fábrica, passa por um processo de calibração e adequação para a operação em Santa Catarina, para daí sim, as informações serem utilizadas como fonte de informação na previsão do tempo.

Para os meteorologistas da Epagri/Ciram, esse é um momento importante e os profissionais poderão continuar o processo de capacitação, aprendendo a operar o equipamento na prática junto com um especialista, uma vez que é uma tecnologia complexa. Oferece uma variedade de informações que podem ser utilizadas para auxiliar na elaboração de avisos meteorológicos de curtíssimo prazo.

A previsão de curtíssimo prazo, também conhecida como nowcast, é realizada quando o sistema se aproxima ou já atua. Ela visa antecipar a formação, deslocamento e intensificação ou não de tempestades, o monitoramento das taxas e tipos de precipitação (chuva, granizo, neve), entre outros. Nesta escala, geralmente se trabalha com a previsão de até 3 horas de antecedência. Aliado com informações de estações meteorológicas, detecção de raios, imagens de satélite e modelos meteorológicos, poderemos ter uma melhoria importante na capacidade de antecipar eventos adversos.

Durante os temporais que passaram por várias regiões de Santa Catarina nesta terça-feira 02, o radar registrou a intensidade de chuva e inclusive a presença de granizo, como pode ser observado em Macieira, no Planalto Catarinense, mesmo sem todos os parâmetros de calibração. As tempestades podem se formar muito rápidas. Apesar disso, mesmo com uma antecipação de meia hora, por exemplo, os avisos podem orientar as pessoas à buscarem locais seguros. Com essas informações, Defesa Civil e equipes de emergências podem se preparar para operações de atendimento.

Abrangência Radar:

O Radar oferece cobertura a 77% do território catarinense e abrange 191 municípios de Santa Catarina dentro de um raio de 200 km a partir da localidade no município de Lontras. Conforme as especificações do equipamento, é possível detectar intensidade de chuva, risco de granizo, velocidade e direção de ventos, formação e deslocamento de temporais na área de cobertura. O radar também pode detectar tempestades severas no raio de vigilância, com até 400 km de distância. 

O Radar Meteorológico custou aos cofres públicos do Estado R$ 10 milhões. Os recursos são provenientes do Fundo Estadual da Defesa Civil de Santa Catarina –Fundec.

Outras Notícias

PUBLICIDADE