Avaliação nutricional revela que há estudantes acima do peso em Petrolândia

Mais de 30% das crianças precisam de acompanhamento nutricional

A Secretaria Municipal da Educação e Cultura de Petrolândia divulgou nesta segunda-feira, dia 25, o resultado da Avaliação Nutricional feita com estudantes da rede municipal. No trabalho durante os meses de abril e junho, realizado pela nutricionista Ingrid Fogaça de Lima, foram avaliados 619 alunos, com idades entre 06 meses e 14 anos.

Os dados foram classificados de acordo com o peso, estatura, idade e sexo de cada estudante. Foram constatados que 12% das crianças são obesas e 21% já estão com sobrepeso. “Esse índice é preocupante, porque uma criança acima do peso pode se tornar um adulto obeso”, relata a nutricionista.

Agora estão sendo encaminhados comunicados aos pais e responsáveis pelas crianças, para que procurem atendimento profissional. A nutricionista atende gratuitamente na Secretaria Municipal da Saúde e é a profissional indica para repassar orientações nutricionais adequadas e individualizadas.

Ingrid lembra que os riscos associados com a obesidade infantil são assustadores: crianças obesas são mais propensas a ter risco de problemas ósseos e articulares, apneia do sono e problemas psicológicos devido à baixa autoestima.

Mudanças na merenda escolar

No relatório de Avaliação Nutricional, Ingrid sugere algumas ações que podem ser desenvolvidas para minimizar os problemas de sobrepeso e obesidade em Petrolândia. Segundo ela, responsável também pela elaboração do cardápio escolar, é papel da escola dar exemplo do que deve ser uma alimentação saudável.

A novidade é a introdução de chás de frutas desidratadas para crianças que frequentam os Centros de Educação Infantil. O produto é adquirido na região, cultivado sem agroquímicos, e logo será ofertado para alunos do ensino fundamental.

Foram incluídos também na merenda escolar o arroz integral, peixes e lentilhas. Todos comprados através da agricultura familiar.

CONECTE MÍDIA 

Outras Notícias

PUBLICIDADE