Assistência Social de Imbuia vai formar cuidadores de idosos

São 27 alunos no curso promovido pela Assistência Social em parceria com a faculdade Senac de Rio do Sul.

Enviar no WhatsApp
Assistência Social de Imbuia vai formar cuidadores de idosos

Foto: Divulgação / Reprodução

 

A Secretaria de Assistência Social do município de Imbuia em parceria com a faculdade Senac de Rio do Sul, vai formar neste mês de dezembro cuidadores de idosos. O curso foi oferecido gratuitamente através do Programa Senac de Gratuidade (PSG) para os 27 alunos inscritos e a carga horária da capacitação foi de 160 horas.

De acordo com a coordenadora do Eixo Ambiente e Saúde do Senac, Aline Mastella Ghedin, o curso começou em setembro e abordou diversos aspectos da profissão.

“O cuidador de idosos precisa cuidar da pessoa idosa em relação ao seu bem estar físico como fatores de higiene, conforto, entretenimento, alimentação, mobilidade e saúde, de modo a zelar pela sua integridade física, emocional e também social, perceber que o idoso faz parte da sociedade. O profissional qualificado pelo Senac tem como marca registrada o conhecimento técnico científico, teoria, conhecimento, visão crítica”, comenta.

“O que os alunos acabam visualizando no curso é o monitoramento do estado de saúde do idoso, cuidados com a pele, hidratação, prevenções de lesão, realizar controle de pressão e temperatura corporal, os parâmetros de glicemia capilar, curativos, síndromes geriátricas”, acrescenta.

O curso foi ministrado porque, segundo Aline, há estudos que comprovam um crescimento populacional das pessoas adultas e consequentemente, idosas. “Estudos apontam que vamos ter um crescimento populacional de adultos muito maior do que de nascimentos. Para isso e para ter cuidados com essas pessoas, esses cuidados precisam ser realizados por profissionais qualificados, que reconhecem o processo de envelhecimento, que vão proporcionar melhor qualidade de vida para a pessoa idosa, tanto no seu lar quanto nas instituições de saúde em geral. A oferta do curso se justifica na necessidade de formar profissionais que auxiliarão na promoção do envelhecimento saudável”, explica.

Os profissionais que vão se formar em dezembro poderão atuar em diversas áreas, como residências, clubes, meios de hospedagem, centros de acolhida para idosos e instituições de longa permanência, para executar tarefas que envolvem a alimentação, nutrição, hidratação para o idoso, cuidados com medicação, com o corpo e primeiros socorros.

 

Por Rafaela Correa

Diário do Alto Vale 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo