Assinado o termo da migração da Rádio Sintonia para a frequência FM

Assinado o termo da migração da Rádio Sintonia para a frequência FM

Gervásio Maciel (d) e Álfio Rosin na assinatura do contrato para o funcionamento da nova outorga.

A emissora que atualmente opera na frequência 1310 AM, em breve estará migrando para a frequência FM, e transmitirá sua programação na frequência 94,7 FM.

O diretor geral e sócio proprietário da Sintonia, Gervásio Maciel, esteve acompanhado do engenheiro da empresa Sulrádio, Álfio Rosin, na assinatura do contrato para o funcionamento da nova outorga.

Temer autoriza migração de 240 rádios AM para a faixa FM

O presidente da República, Michel Temer, assinou nesta segunda-feira (7), em evento no Palácio do Planalto, um termo aditivo que autoriza a migração de 240 rádios AM para a faixa FM.

A medida atende a uma demanda antiga dos empresários e entidades ligadas ao setor de rádio, principalmente de emissoras do interior. Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, a faixa FM tem vantagens em relação à AM, entre as quais melhor qualidade de áudio, redução de custos de operação e manutenção e integração com aparelhos digitais, como tablets e celulares.

A migração das rádios AM para FM foi deflagrada por meio de um decreto assinado, em 2013, pela ex-presidente Dilma Rousseff. De acordo com o governo federal, 1.386 das 1.781 estações AM existentes no país já aderiram à migração, equivalente a 77% das emissoras que atuam nesta frequência.

Agora, as emissoras que assinaram o termo devem apresentar um projeto técnico de instalação das novas frequências e solicitar à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) uma permissão de uso. Para migrar à faixa FM, as rádios AM vão ter que trocar seus sistemas de transmissão de sinal, que inclui transmissores, antenas e equipamentos auxiliares.

Ainda de acordo com o ministério, os custos da mudança de faixa serão arcados pelas próprias emissoras. O governo informou que a migração para a frequência FM varia de R$ 8,4 mil a R$ 4,4 milhões. O valor varia, entre outros fatores, do alcance da rádio.

O ato que oficializou a migração de 240 emissoras AM para a faixa FM foi realizado nesta segunda, dia em que é celebrado o Dia do Radialista.

Entre os convidados da solenidade estavam o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) o presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert) e vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo, Paulo Tonet, e o cardeal e arcebispo de Aparecida, Dom Raimundo Damasceno.

Em meio à cerimônia, o cardeal brasileiro foi convidado por Kassab a subir ao pulpito para dar uma bênção às autoridades e aos convidados presentes no palácio.

*Com informações G1Brasília

Sintonia

Outras Notícias

PUBLICIDADE