Ambientalista de Atalanta será uma das condutoras da Tocha Olímpica em SC

Ambientalista de Atalanta será uma das condutoras da Tocha Olímpica em SC

Foto: Miriam (© FSC)

Neste sábado, 9 de julho, um dos mais importantes símbolos das Olimpíadas passará pela cidade de Araranguá (SC) nas mãos da ambientalista Miriam Prochnow, conselheira da Associação de Preservação de Meio Ambiente e da Vida (Apremavi), natural de Agrolândia mas atualmente moradora de Atalanta é uma das indicadas pelo FSC® Brasil a conduzir a Tocha Olímpica. Miriam é uma das condutoras “Abraça”, que representam as causas de Sustentabilidade dos Jogos Rio 2016. Numa feliz coincidência, exatamente neste dia, a Apremavi comemora 29 anos de fundação.

O FSC Brasil e o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 são parceiros no compromisso de usar madeira e produtos de origem florestal adquiridos pela organização do evento, tais como, estruturas temporárias, mobiliário e materiais de comunicação e papelaria, certificados.

Para aproveitar os holofotes do maior evento esportivo do mundo e jogar luz sobre a luta pela conservação do meio ambiente, Miriam, representando a Apremavi, se juntou ao FSC e a ONG Sócios da Natureza para plantar mudas de ipês e árvores frutíferas nativas, nas margens do rio Araranguá e também distribuir outras duzentas mudas de Grumixama, Ingá-anão e Jabuticaba, para quem estiver assistindo ao revezamento da tocha na Praça Hercílio Luz, centro de Araranguá.

“É uma alegria imensa poder participar do revezamento da Tocha Olímpica levando a mensagem da sustentabilidade e chamando a atenção para a proteção das nossas florestas”, diz Miriam Prochnow.“Precisamos cada vez mais de pessoas comprometidas com a preservação e uso sustentável do meio ambiente”, completa.

No dia seguinte, 10 de julho, mais dez mudas serão plantadas no balneário Morro dos Conventos, um santuário ecológico formado por falésias, dunas, restingas e Mata Atlântica, contornado pela foz do rio Araranguá e pelo mar, e um dos principais pontos turísticos da região. Além do FSC, da comitiva do Comitê Olímpico Rio 2016 e da Apremavi, contará com a receptividade dos integrantes da ONG Sócios da Natureza de Araranguá.

“Para nós, que defendemos que as florestas são para todos e para sempre, é muito importante que assuntos como manejo responsável, conservação e consumo consciente estejam continuamente e cada vez mais em pauta. Porque informação – e empatia – é a chave para boas escolhas”, diz Aline Tristão, diretora executiva do FSC Brasil.

Para saber mais sobre a Miriam Prochnow, assista o vídeo.

Sobre o FSC
É uma organização independente, não governamental, sem fins lucrativos, que promove o manejo florestal responsável ao redor do mundo desde 1994. Com sede na Alemanha, está presente em mais de 80 países. O FSC é o sistema de certificação florestal de maior credibilidade internacional e o único que incorpora, de forma igualitária, os interesses de grupos sociais, ambientais e econômicos.

Sobre a APREMAVI
Fundada em 1987, a Associação tem como missão trabalhar pela defesa, preservação e recuperação do meio ambiente, dos bens e valores culturais, buscando a qualidade de vida na Mata Atlântica e em outros biomas.

Sobre a Sócios da Natureza
O movimento ambientalista foi criado em 1980 para combater a intensa poluição na Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá, Urussanga e Tubarão. Tem como objetivo principal a preservação da natureza e uma melhor qualidade de vida para a população da região sul de Santa Catarina.

Sobre o Comitê Organizador Rio 2016
É uma associação civil de direito privado, com natureza desportiva, sem fins econômicos, formada por Confederações Brasileiras Olímpicas, pelo Comitê Olímpico Brasileiro e pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Sua missão é promover, organizar e realizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, seguindo as diretrizes do Contrato da Cidade-Sede, do Comitê Olímpico Internacional, do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês) e da Agência Mundial Antidoping, e respeitando a legislação brasileira, a Carta Olímpica e o Manual de Regras do IPC.

Fonte: APREMAVI

Outras Notícias

PUBLICIDADE