Alto Vale é afetado com paralisações dos Correios

Alto Vale é afetado com paralisações dos Correios

Foto: DAV/Reprodução

Os trabalhadores dos Correios de Santa Catarina entraram em greve na quarta-feira por tempo indeterminado, e algumas agências do Alto Vale também aderiram à paralisação.

Até esta quinta-feira (17) eram cerca de 60 funcionários parados somente na região. Um número expressivo e que pode aumentar caso a empresa e empregados não entrem em um consenso.

No Alto Vale não há nenhuma agência fechada, mas existem três cidades que estão com os serviços comprometidos e o efetivo reduzido, sendo realocados alguns funcionários para as funções essenciais.

Rio do Sul tem 13 carteiros e seis atendentes paralisados, em Lontras um carteiro e dois atendentes, Vidal Ramos um carteiro e em Ituporanga também um carteiro aderiu à greve. A maioria dos outros funcionários que paralisaram são carteiros em outras cidades, causando um comprometimento moderado.

A principal reivindicação do Sindicato dos Trabalhadores na Empresa de Correios e Telégrafos e Similares em Santa Catarina (Sintect-SC), é o aumento salarial que tem como meta máxima para negociação o reajuste inflacionário de 12,4% mais o acréscimo de R$ 300 linear. Essa reivindicação já foi protocolada em julho e até o momento as propostas não foram consideráveis para o sindicato.

Outras questões estão em pauta como a manutenção do plano de saúde atual que não é pago pelos funcionários, sendo que o novo plano oferecido exige o pagamento de 13% do salário como mensalidade. O Plano de Previdência também é outra questão discutida.

Julieti Largura DAV/Sintonia 

Outras Notícias

PUBLICIDADE