Administração de Ituporanga faz levantamento de dados para decretar situação de emergência por conta da estiagem

Enviar no WhatsApp
Administração de Ituporanga faz levantamento de dados para decretar situação de emergência por conta da estiagem

Estiagem deve causar redução de 43% na safra de milho em SC (Foto: Divulgação)

 

A estiagem que atinge Santa Catarina tem trazido diversos problemas para Ituporanga e o prefeito Gervásio Maciel estuda a possibilidade de decretar Situação de Emergência nos próximos dias. No município a falta de chuva já traz prejuízos para diversas culturas e a administração municipal já se prepara para auxiliar no abastecimento em algumas comunidades mais prejudicadas por meio do caminhão pipa.

De acordo com a secretária de Agricultura e Meio Ambiente, Sandra Loffi Petry, neste momento tanto o setor de Agricultura quanto da Defesa Civil do município fazem todos os levantamentos necessários para saber se Ituporanga se enquadra na Situação de Emergência. “Se a cidade se enquadrar vamos elaborar o decreto”, disse.

Ela destaca ainda que a falta de chuva deve causar perdas consideráveis especialmente nas safras de milho, de aproximadamente 43% e cerca de 30% na safra de soja. “Hoje o município tem uma área plantada de 3100 hectares de milho com produção de 24.180 toneladas e uma área plantada de soja de 4000 hectares e produção de 15.600 toneladas. Em relação a essas culturas já sabemos que teremos impactos bem significativos em virtude da estiagem”, ressalta.

Segundo a Epagri, a estiagem teria iniciado após o dia 20 de novembro, quando mais da metade das lavouras de milho estavam em fase de floração, período sensível à falta de umidade no solo. Além disso, a continuidade desse período de seca e das altas temperaturas pode potencializar ainda mais essas perdas.

Sobre o assunto, o prefeito Gervásio Maciel concedeu entrevista a Sintonia FM.

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo