Mais de 500 propriedades agrícolas de Chapadão do Lageado devem receber as recenseadoras do IBGE a partir de outubro

Atividade faz parte do Censo Agro 2017.

Mais de 500 propriedades agrícolas de Chapadão do Lageado devem receber as recenseadoras do IBGE a partir de outubro

Reunião de instalação da Comissão Municipal de Geografia e Estatística (Foto: Divulgação)

 

O IBGE prepara para outubro o início do Censo Agro 2017, considerado o mais completo levantamento de dados voltado à produção agropecuária, florestal e aquícola do Brasil. O último aconteceu em 2007, tendo como ano referência 2006.

Em Chapadão do Lageado, o questionário deve envolver 545 propriedades agrícolas. O trabalho será desenvolvido por duas recenseadoras, moradoras do município: Beatriz Mafra Stein e Luana Hüntemann. Em setembro elas devem passar por treinamento, com orientações sobre o trabalho prático, uso de equipamentos eletrônicos e formas de abordagens.

Durante o Censo, os recenseadores vão coletar dados, através de preenchimento de questionário eletrônico, sobre: total de propriedades e o que produzem; utilização de pessoal e mão de obra; características do produtor; distribuição e uso de terras, entre outros.

Neste mês, no dia 17, foi realizada na cidade uma reunião de instalação da Comissão Municipal de Geografia e Estatística (CMGE), envolvendo funcionários da Secretaria de Agricultura e Epagri local.

ORIENTAÇÃO AOS AGRICULTORES

*O recenseador estará identificado com crachá, colete e terá em mãos o equipamento de coleta.

**Receba bem o recenseador. Caso tenha alguma dúvida relativa a identificação, entre em contato com a Epagri, Secretaria de Agricultura de seu município ou com a Agência do IBGE em Rio do Sul, pelo telefone (47) 3521-1620.

***As informações repassadas ao IBGE são sigilosas e protegidas pela Lei Federal 5.534/68.

**** Os dados são usados de forma estatística para conhecer a realidade do setor agropecuário em seu município e, assim, possibilitar o aprimoramento de programas e políticas públicas voltadas a atender as necessidades dos produtores rurais.

 

Por Assessoria de Imprensa

Outras Notícias

PUBLICIDADE