Ministro do Turismo atende prefeitos em Santa Catarina

Agenda foi marcada pelos deputados Peninha e Aldo.

Ministro do Turismo atende prefeitos em Santa Catarina

Foto: Divulgação

 

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, inverteu um tradicional hábito neste final de semana. Em vez de receber os prefeitos em Brasília, como sempre acontece, ele foi a Santa Catarina para ouvir as reivindicações. A agenda foi marcada pelos deputados Rogério Peninha Mendonça e Aldo Schneider, e o encontro ocorreu no escritório que os parlamentares mantêm em Balneário Camboriú. As audiências também tiveram a presença do senador Dário Berger (MDB).

“Dentre as vantagens de termos um ministro catarinense, essa é uma delas: muitos assuntos podem ser tratados perto de casa, sem perder tempo e dinheiro se deslocando até Brasília”, destacou Peninha, um dos responsáveis pela indicação de Lummertz ao Ministério. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Aldo Schneider, foi mais enfático: “Passamos décadas sendo coadjuvantes. Temos que aproveitar este momento para cobrar as fatias do bolo que Santa Catarina merece”.

Os principais pedidos feitos ao ministro do Turismo:

Ilhota – R$ 2,7 milhões para a revitalização do Centro.

Porto Belo – Liberação do restante dos recursos para a reurbanização da Avenida Governador Celso Ramos, que inclui a pavimentação asfáltica, drenagem e ciclofaixa; apresentou projeto de revitalização da Praça em frente à Igreja Bom Jesus dos Aflitos, no valor de R$ 1 milhão e apresentou proposta para o 5º Festival do Camarão, no valor de R$ 100 mil.

Brusque – R$ 1,5 milhão para integração de três importantes complexos já existentes: Pavilhão de Eventos, Arena Multiuso e Parque de Esculturas.

Itapema – R$ 1 milhão para projeto de revitalização da orla do calçadão no Centro.

Gaspar – R$ 1,5 milhão para implantação do Parque Municipal e pavimentação da Estrada da Carolina.

Botuverá – R$ 1 milhão para pavimentação asfáltica do trecho até as cavernas.

Ibirama – Três propostas: acesso à tirolesa, no valor de R$ 920 mil; construção de Apoio ao Turista, no valor de R$ 320 mil, e sinalização turística, no valor de R$ 290 mil.

Alfredo Wagner – R$ 450 mil para obras de acesso ao Museu de Arqueologia de Lomba Alta.

Camboriú – R$ 1,2 milhão para pavimentação, construção de mirante e tirolesa.

 

Por Assessoria de Imprensa

Outras Notícias

PUBLICIDADE