TJSC determina que empresa de mineração pague R$ 400 mil após morte de jovem atingido por pedra

Valor é de indenização por danos morais à família da vítima. Pedra quebrou telhado e caiu em cima de jovem de 23 anos em 2014.

TJSC determina que empresa de mineração pague R$ 400 mil após morte de jovem atingido por pedra

Pedra quebrou telhado e atingiu jovem em chácara em 2014 em São José. Foto: Leandro Lessa/CBN Diário

 

A 6ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) manteve a decisão de 1ª instância que obrigou uma empresa do ramo de mineração a pagar indenização de danos morais à família de um jovem de 23 anos morto em 2014 em São José, na Grande Florianópolis, atingido por uma pedra.

O valor a ser pago foi fixado em R$ 400 mil. O G1 não conseguiu contato com o advogado da empresa.

O jovem foi atingido por uma pedra em uma chácara, onde funcionava uma casa de recuperação de dependentes químicos, em 11 de abril de 2014. A vítima, que estava em tratamento, morreu na hora. De acordo com o TJSC, a pedreira ficava a 700 metros do local.

O desembargador André Luiz Dacol argumentou que não é obrigação da chácara a construção de um abrigo para evitar infortúnios e que a empresa deveria ter tomado as medidas necessárias para conter os detritos de explosões.

O valor da indenizaçãoé de R$ 200 mil para os pais e a mesma quantia para os irmãos da vítima, que são menores de idade.

Explosão

A chácara O Bom Samaritano fica no bairro Forquilhas e o acidente ocorreu pela manhã. Havia 85 homens na casa, 40 deles no refeitório, parte mais atingida. Pedaços das pedras caíram em outras pessoas, mas nenhuma precisou ser levada ao hospital. Mesas e partes do telhado foram danificadas.

Conforme a casa de apoio social, as pedras tinham cerca de 30 centímetros de comprimento e 20 cm de largura.

 

Por G1SC

Outras Notícias

PUBLICIDADE