BRF de Concórdia anuncia férias coletivas para 1,7 mil funcionários no abate de aves

A estimativa é de que durante essa pausa, 3,3 milhões de aves deixem de ser abatidas.

BRF de Concórdia anuncia férias coletivas para 1,7 mil funcionários no abate de aves

Divulgação

A empresa BRF de Concórdia, no Oeste catarinense, anunciou férias coletivas para 1,7 mil trabalhadores do abate de frangos da unidade. De acordo com o comunicado encaminhado na segunda-feira (18) ao Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação de Concórdia e Região (Sintral), as férias coletivas iniciam a partir do dia 2 de julho.

Segundo a BRF, as férias seguem até o dia 13 a a previsão do retorno dos trabalhadores irá ocorrer a partir do dia 16. A estimativa é de que durante a pausa, 3,3 milhões de aves deixem de ser abatidas. As operaçãoes na unidade segue funcionando normalmente, segundo a empresa.

De acordo com Sintral, por causa da paralisação dos caminheiros 400 mil aves deixaram de chegar na empresa, por isso agora não tem frango suficiente para o abate.

Diante da situação, a empresa decidiu interromper temporariamente os abates até que a cadeia produtiva retorne o fluxo de rotina. Ainda conforme a empresa, no período das férias o ciclo deve se recompor.

A BRF não divulgou ainda o quanto deve deixar de ganhar com a medida. A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), calcula que a paralisação dos caminhoneiros já causou um prejuízo superior a um R$ 1,6 bilhão para toda a indústria no Estado.

Autor Texto: G1

Outras Notícias

PUBLICIDADE