Vem chuva com raio por aí. Saiba como proteger seu rebanho

Mais de 200 animais já morreram neste ano em virtude de descargas elétricas; nos próximos dias, elas ameaçam principalmente a metade norte do país.

Vem chuva com raio por aí. Saiba como proteger seu rebanho

Foto: Canal Rural/Divulgação

 

As condições para temporais e raios estão grandes na região do Matopiba. O ano mal começou e já tivemos diversos incidentes no Tocantins, com morte de animais atingidos por raios.

No sul do estado, entre as cidades de Alvorada e Talismã, cerca de 120 cabeças de gado morreram, e o prejuízo pode passar dos R$ 150 mil. No interior de São Paulo, na cidade de Pedregulho, mais de 80 animais também morreram neste ano.

Segundo o veterinário Thiago Escobro, em campo aberto é difícil prevenir contra raios, já que os animais se aglomeram para tentar se proteger na propriedade, mas existem algumas alternativas.  

“Aterramento de cercas e interrupções a cada quilômetro é uma maneira de prevenir isso. Instalar um sistema de pára-raio também é uma alternativa”, diz Escobro. Veja a entrevista completa no vídeo abaixo.

A Defesa Civil orienta a retirar as moitas do pasto onde os animais costumam se abrigar dos temporais e passam a ser alvo fácil dos raios. Manter os animais em regiões mais baixas e longe de rede elétrica também são recomendações úteis.

As condições climáticas continuam favoráveis a esse tipo de acidente nos próximos dias entre as regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste. A chuva segue de forma generalizada, com volumes mais expressivos entre o Ceará e o Maranhão.

Previsão de chuva forte também entre Sergipe e Alagoas, por causa dos ventos no alto da atmosfera. No interior da Bahia o tempo fica mais seco e não deve chover.

A chuva ganha força em áreas do Tocantins e também do Amazonas nesta quinta-feira, dia 11. Nas demais áreas da região Norte, as pancadas de chuva fracas e isoladas seguem persistentes ao longo do dia. Devido às temperaturas elevadas, o tempo segue bastante abafado em todos os estados.

No centro do país, as chuvas continuam persistentes, sendo fortemente influenciadas pelo calor e umidade da Amazônia, que mais uma vez configuram a alta da Bolívia, sistema meteorológico que volta a formar nuvens carregadas sobre o Centro-Oeste.

No entanto, há previsão de chuva forte apenas no sul do Mato Grosso do Sul e oeste do Mato Grosso. Nas demais regiões, a chuva ocorre em forma de pancadas fracas e com baixos acumulados.

 

Por Pryscilla Paiva, editora de Tempo do Canal Rural

Outras Notícias

PUBLICIDADE