Coordenador da CBF mantém proibição a cultos religiosos na concentração da Seleção Brasileira

Coordenador da CBF mantém proibição a cultos religiosos na concentração da Seleção Brasileira

Foto: Lucas Figueiredo / Mowa Press

 

Os cultos religiosos dentro da concentração da Seleção Brasileira estarão proibidos na Copa do Mundo. Esta já era uma decisão da época de Dunga. A decisão tinha sido tomada em 2015, depois de um amistoso nos Estados Unidos, quando ocorreu um encontro de um líder religioso com vários atletas dentro do hotel, sem autorização da CBF, o que trouxe um desconforto para a comissão técnica.

A medida está mantida pelo coordenador da entidade, Edu Gaspar, para a Copa do Mundo da Rússia, incluindo o período de preparação. O objetivo é manter o comando, sem nada que possa fugir do controle do grupo de trabalho, ainda mais em um momento tão importante como um Mundial.

Dentro da concentração, vão ocorrer apenas atividades como as palestras de Tite e reuniões com vídeos dos adversários. No entanto, nos horários de folga, fora do hotel, os atletas estarão liberados para fazer o que quiserem.

 

Por Eduardo Gabardo

Diário Catarinense

Outras Notícias

PUBLICIDADE