PIB cresce 1% em 2017 após dois anos de queda

PIB cresce 1% em 2017 após dois anos de queda

Foto: Gelson Waier / Especial

 

Depois de mergulhar em uma das piores recessões da história, que causou dois tombos anuais seguidos, a economia brasileira voltou a andar para a frente. Em 2017, o Produto Interno Bruto (PIB) subiu 1%, informou na manhã desta quinta-feira (1º) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em grande parte, a retomada do crescimento é atribuída ao avanço colhido na agricultura, que teve safra recorde no ano passado.

Entre os três setores pesquisados, houve duas altas. A maior delas foi a da agropecuária, que subiu 13%, com destaque para a expansão nas produções de milho (55,2%) e soja (19,4%). Com o maior peso na composição do PIB, o setor de serviços teve leve alta de 0,3%, influenciado por comércio (1,8%) e atividades imobiliárias (1,1%). Já a indústria permaneceu estável em relação a 2016.

Por conta dos resultados, o PIB somou R$ 6,6 trilhões. Em 2015 e 2016, o indicador havia registrado duas quedas de 3,5%.

Os serviços, que detêm o maior peso na composição do PIB, tiveram variação positiva de 0,3%, influenciados pelo crescimento  do Comércio (1,8%) e das Atividades Imobiliárias (1,1%). Apesar da Indústria, em geral, ter permanecido estável na passagem de 2016 para 2017, os destaques positivos foram as Indústrias extrativas (4,3%) e de transformação (1,8%).

O volume dos impostos sobre produtos e serviços, em especial o ICMS, o IPI e o imposto de importação, contribuiu com R$ 991,4 bilhões para o crescimento do PIB no ano. “É importante ressaltar que se trata dos impostos sobre a produção e a circulação de mercadorias e serviços. 

O aumento no volume reflete o aumento na produção no ano, como pudemos verificar nas indústrias extrativas e de transformação, além da própria Agropecuária. Esses impostos fazem parte do preço final dos produtos e serviços que compõem o consumo das famílias”, conclui a coordenadora de Contas Nacionais.

 

Por Leonardo Vieceli

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE